– Explicando o Pênalti de Wellington em Escudero na partida Vitória 3 x 2 São Paulo

Um pênalti polêmico marcado no Barradão neste domingo, na partida entre Vitória 3 x 2 São Paulo. Foi ou não?

Vamos lá: há uma trombada e braços abertos do jogador do time paulista contra o do jogador baiano. Para discernir, temos que lembrar: no futebol, existe casualidade e imprudência.

  • CASUALIDADE é o lance de acidente de trabalho. Por exemplo, quando um atleta salta para disputar a bola com seu oponente e ao cair pisa na perna do seu adversário, contundindo-o. Não é infração, é azar.
  • IMPRUDÊNCIA é uma das 3 avaliações que o árbitro deve fazer ao marcar a falta (1: imprudência – sem cartão /// 2: temeridade – com cartão amarelo /// e 3: força excessiva – com cartão vermelho). Ser imprudente na linguagem da Regra do Jogo é disputar uma bola desatento, distraído, sem levar em conta que pode atrapalhar um adversário, mesmo sem ter tido intenção de fazer uma falta.

O jogador Escudero do Vitória está no alto, disputando a bola. Wellington corre e quando está próximo do adversário, percebe que vai trombar com ele e coloca as mãos para amenizar o choque. É o clássico lance de imprudência.

Pênalti bem marcado, que não merecia cartão amarelo. E você, marcaria ou não?

url.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s