– Palmeiras, Seneme e o Erro com Acerto

No futebol, um só erro pode ser fatal para o resultado da disputa. Mas quando há tempo de salvá-lo, deve-se fazê-lo sem medir esforços. E foi isso que o árbitro Wilson Luís Seneme fez na partida Palmeiras x São Caetano: salvou um lance de pênalti inexistente.

Aos 38 minutos, Alan Kardec foi lançado em velocidade na área, o goleiro Rafael Santos se antecipou e espalmou apenas a bola. Por força da jogada, Kardec caiu e Seneme que estava (pela rapidez do lance) numa posição cega do acontecido (repare como estava encoberto com outros atletas à sua frente), marcou pênalti erroneamente. O bandeira Carlos Augusto Nogueira Júnior corretamente o avisou de que não houve infração do goleiro, cumprindo acertadamente a sua função, que é de ser o árbitro assistente.

Assistir ao árbitro é ajudá-lo em situações críticas como essa, quando o bandeira tem certeza do lance e julga que o árbitro principal cometeu um equívoco. Assim, Seneme foi avisado e mudou sua decisão (importante: quando um árbitro assistente avisa o árbitro central sobre algum detalhe que pode vir a mudar a decisão tomada, não quer dizer que o árbitro voltará atrás; ele avalia se a informação é pertinente ou mais incisiva do que a avaliação que fez quando na marcação).

O erro foi corrigido dentro da regra: pênalti desmarcado por má avaliação do árbitro deve ter o jogo reiniciado com “bola ao chão”. Se Alan Kardec tivesse simulado, o reinício deveria ter sido com tiro livre indireto ao São Caetano e cartão amarelo ao atleta do Palmeiras.

O que não pode é jogador desconhecer regra ou usar do espírito antidesportivo. Vinícius, após o jogo, disse:

“- Vê se ele está com a blusa do Corinthians por baixo

Bobagem. Falou na emoção e por desconhecer as Leis do Jogo. Dificilmente se vê árbitro voltando atrás numa marcação de pênalti. Nas raras vezes que se vê, ocorrem por duas situações:

  • 1- Árbitro ruim sentindo a pressão, aceitando reclamações e mudando sua decisão na base do susto;
  • 2 – Árbitro bom mostrando coragem, corrigindo o erro e cumprindo a regra.

Parabéns ao Seneme por cumprir a Regra, e principalmente ao Carlos Augusto por não se omitir e sem titubear chamar o árbitro. O preço do acerto foi o time inteiro do Palmeiras em cima dele, pressionando e falando, provavelmente, palavras não tão elogiosas.

url.png

Anúncios

5 comentários sobre “– Palmeiras, Seneme e o Erro com Acerto

  1. Concordo com a sua colocação e entendo perfeitamente a atitude do arbitro, mas se voce é uma pessoa coerente fica patente a ajuda externa na decisão do arbitro, pois o auxiliar corre imediatamente para a linha de fundo e se posiciona para a cobrança, porem na linha de fundo recebe a informação de repórter que teve a informação do “replay” televisivo por radio comunicador e avisa o arbitro, um erro não justifica o outro, porem, ele teria sido feliz se na posição de impedimento tivesse levantado a bandeira e não após posicionar-se na linha de fundo, (Relembre a mesma situação de Internacional de Porto Alegre e Palmeiras no ano passado quando a televisão avisou o juiz sobre o gol do Barcos de mão com a ajuda do “FISCAL” da CBF, Isso, se é um procedimento normal, tem que ser para todos os times em igualdade, não somente contra o Palmeiras…

    Curtir

  2. Categoria unida sempre puxará a sardinha soma-se a isso a influencia da torcida de um juiz ou de um bandeira e principalmente da imprensa que julga punições utilizando imagens com detalhes, mas não pune severamente árbitros bairristas e mal intencionados que querem somente prejudicar o time que ele não gosta. Seneme voce poderá ser um juiz Fifa e tentar ajudar o Brasil na Copa caseira e roubalheira do governo PT do ano que vem…

    Curtir

  3. ok, vou ate desconsiderar a ajuda externa mas , oq vcs nao falam e eu queria entender é o seguinte: o.jogador cai, a jogada prossegue, para em outro jogador palmeirense que podia fazer Gol, uma vez que o goleiro tava caidi, nao havia marcacao e a jogada era normal…ATE O ERRO JUIZ. Oras ao dar o pentalty ele interrompe o ataque palmeirebse e a oportunidade de gol.e a pergunta que tenho é: Legal isso? se for é justo? ja vimos situacoes de nao penalty mto, mas muito mais claros q este lance, que foi discutivel e ainda assim bandeiras ou auxiliares nao interferiram, por que? qual o criterio? Desde ja agradeco as respostas

    Curtir

  4. Emerson: sim, está dentro da Regra (é legal). Se é justo, aí é complicado, pois as REgras do Futebol não são sempre justas. Quer exemplo? Um cara que comemora um gol levantando a camisa leva um Amarelo tanto quanto o que dá um pontapé!
    Os outros bandeiras que não ajudaram em outras situações, o não fizerma por medo ou por omissão. Erraram também.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s