– Criciúma x São Paulo: Pênalti diferente e legal em lance fácil de decisão surreal

Pênalti polêmico no jogo entre Criciúma x São Paulo. Um clássico lance de má-sorte de jogador após incompetência da arbitragem.

Nos segundos iniciais da partida (não tínhamos nem 1 minuto de jogo), a árbitra assistente Katiuscia Mendonça não viu Sueliton receber a bola em impedimento de quase 2 metros, fácil de ser marcado. A moça estava bem posicionada, e provavelmente sua falha se deu por desatenção de início de jogo. Acreditem: os minutos iniciais de uma partida são ruins para a arbitragem, pois ela tem que estar ligada no jogo na mesma intensidade do que os jogadores. E, como se viu, o Criciúma entrou “pilhado”, “mordendo”, num ritmo intenso, maior do que a atenção da bandeira (no 2o tempo, a dificuldade do árbitro no início da partida é maior, pois ele tem que se desacostumar a marcar lances para o lado do primeiro tempo, já que se muda o campo; e para os bandeiras, mais ainda – repare na quantidade de erros fáceis de arremessos laterais invertidos que acontecem nesse período).

Na sequência, Sueliton é desequilibrado por Lucas Evangelista. E, mesmo sem intenção, é a chamada falta por imprudência, sendo que dentro da área é pênalti. Lucas não quis fazer a falta, mas corre tanto atrás do adversário que tropeça e o atinge. É azar e ao mesmo tempo infração.

Voltei 17 anos no tempo ao assistir esse lance. Me recordei de 1996, uma jogada parecida na partida Cruzeiro x Portuguesa no Mineirão, válido pela semifinal do Brasileirão da época. Duas coisas me marcaram nesse jogo: o árbitro Sidrack Marinho apitou a partida sem aplicar nenhum cartão amarelo (mesmo em lances que deveria dar), poupando jogadores pendurados das duas equipes; a outra, é que um atleta cruzeirense corria para roubar a bola do adversário luso, e com tanta velocidade, caiu, deu uma cambalhota e atropelou o adversário. Falta bem marcada.

Na época, me recordo que o Prof da Escola de Árbitros da FPF, Gustavo Caetano Rogério, chamou a atenção para essa jogada numa reunião que participei com outros árbitros e disse: “se alguém tiver dúvida sobre o que é falta sem intenção e azar ao mesmo tempo, lembre desse lance”.

Lembrei. E anotei no meu caderno, tanto que compartilho com os amigos leitores. E reitero uma idéia antiga: e se tivéssemos a possibilidade de antes da cobrança do pênalti o árbitro tirar a dúvida em um monitor? Já é tempo de discutir mais a tecnologia no futebol…

5xBA8.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s