– Análise da Arbitragem de Corinthians 3 x 2 São Paulo

Arbitragem regular em um jogo polêmico e com lances difíceis. Vamos discutí-la?

A) GOLS DO SÃO PAULO: foram confirmados graças a ótima atuação do árbitro assistente no. 2 Rogério Pablo Zanardo. Esteve atento e preciso nas marcações ou não de impedimentos (em especial no 1o gol, onde há o cruzamento e a zaga faz uma linha de impedimento; em seguida, outro toque e outra linha; e ele acerta os dois!).

B) PÊNALTIS PARA O CORINTHIANS:

B1) no primeiro, a bola bate no braço de Antonio Carlos que tenta em um movimento natural evitar o toque. Nada deliberado, puro toque acidental. Mas eis que há a maldita interpretação de movimento anti-natural/ intenção subjetiva, explicada equivocadamente aos árbitros pela CBF. Segundo o repórter da Rede Globo Mauro Naves, o árbitro adicional 1 Antonio Rogério Batista do Prado foi responsável por informar ao árbitro a infração que ele não houvera visto.

B2) no segundo, Álvaro Pereira dá uma entrada certeira no atacante do Corinthians. Correta marcação.

C) EXPULSÕES:

C1) Álvaro Pereira foi bem expulso, por evitar uma situação manifesta de gol. Para mim, o Vermelho se deu pela posição do lance e não pela violência.

C2) Fábio Santos dá um carrinho com força excessiva e desnecessário na lateral do campo. É para Vermelho e sem comentários…

Enfim, em alguns momentos vi certa fragilidade de Luís Flávio, em especial às reclamações de Guerrero e Kaká ao longo da partida. Árbitro não pode ficar ouvindo tudo e dizendo passivamente “Chega, vai jogar”. Tem que saber usar bem a advertência verbal e fazer cara feia.

E você, o que achou do jogo? Deixe seu comentário:

Apresentacao-Corinthians-Paulo_LANIMA20110624_0073_26.jpg

Anúncios

2 comentários sobre “– Análise da Arbitragem de Corinthians 3 x 2 São Paulo

  1. Acompanho sempre o blog e tenho apenas uma duvida: no carrinho do alvaro pereira ele acerta a bola, mesmo assim deve se marcar o penalti? O fato dele atingir a bola antes nao tornaria o lance legal?

    Curtir

  2. Olá Henrique, se fosse um pé na bola e outro no ar, segue o jogo. Um pé na bola e outro na perna; infração. Mas existe uma imagem bem esclarecedora da Globo que mostra uma “semi-tesoura”. Foi falta, e sendo dentro da área, pênalti. O Vermelho foi por situação manifesta de gol, não por violência, pois ele bloqueia o atacante com as pernas, não o atinge como carrinho. Pela violência, era Amarelo, mas a situação manifesta de gol suplanta pelo uso do Vermelho.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s