– Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras e a brincadeira do gol de queimada! Anulou certo ou errado?

O lance do gol anulado de Egídio que prejudicou o Cruzeiro no Mineirão nesta quarta-feira contra o Palmeiras me fez recordar: na EEPG Irmã Úrsula Gherello, a querida Escola Rural da Caic, nossas regrinhas de infância eram simples como a tomada de decisão do árbitro Péricles Bassols. Ou seja, BATEU NA MÃO, PÁRA O JOGO!

Egídio avançou, entrou na área e chutou. O goleiro Fernando Prass fechou o ângulo, mas eis que quando o cruzeirense chuta, um zagueiro palmeirense dá um carrinho na bola, que sobe e bate no braço do lateral esquerdo do Cruzeiro, entrando no gol.

Gol legal, válido e de mão!

Porém… o juizão anulou o lance.

Como justificar?

Impossível. Equívoco total! Jogada claramente sem intenção, movimento natural do braço, rápido, a queima-roupa e sem colocar nada em risco. E vale ressaltar: não dá para achar qualquer subjetividade na regra, na orientação da FIFA ou na interpretação da CBF que possa invalidar o lance.

Seu Péricles Bassols errou feio…

Quer prova disso? Veja o que a própria CBF escreveu aos árbitros dias atrás:

bomba.jpg
bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s