– Análise da Arbitragem de Corinthians 2 x 2 Coritiba. Muita polêmica em campo!

Arbitragem confusa e lances complicados no jogo realizado no Itaquerão nesse sábado a noite. Foram 5 situações muito discutíveis (e 2 erros efetivos) que irritaram as duas equipes. Vamos entender onde houve erro ou acerto da arbitragem?

1- PÊNALTI DESMARCADO: A bola é cruzada, o atacante Luciano está para recebê-la e o zagueiro Welinton pula para disputá-la, mas o faz por trás atingindo as costas e derrubando o adversário.

Lembremo-nos: futebol tem contato físico, e em disputas de bola, trancos ou divididas, deve-se avaliar se houve condições idênticas de tentar o domínio: ou seja, o atleta do Corinthians iria dominá-la e estava de frente, mas o adversário lhe dá uma carga no alto e por trás, “atropelando-o”. Não há dúvida de que é falta.

Se Welinton pulasse juntamente com Luciano pelo lado e não por trás jogando-o pela frente ou ainda sem a força de deslocá-lo durante o pulo, a disputa seria legal.

Portanto, o árbitro Jean Pierre “Vin Diesel” Gonçalves Lima acertou ao marcar o pênalti, mas errou ao atender o aviso do adicional no. 1 Francisco de Paula Santos Silva Neto de que o lance não houvera sido faltoso, voltando atrás na marcação. Me chamou muito a atenção o recomeço do jogo: se o pênalti foi desmarcado, o reinício é com bola ao chão. Por quê os atletas corinthianos deixaram que os jogadores do Coritiba ficassem de posse da bola e a devolvessem no meio de campo? Se está dentro da área e discordou do lance, coloque meia dúzia de jogadores para ganharem esse bola ao chão e chutem para o gol! Será que desconheciam a Regra ou ninguém pensou nisso, devido ao nervosismo?

2- GOL ANULADO DO CORINTHIANS: o zagueiro Anderson Martins estava no ataque quando a bola foi lançada, um pouco a frente do seu adversário e mesmo assim faz o gol. Anulado corretamente pelo bandeira no. 1 José Javel Siveira, em lance difícil de se marcar.

3- GOL VÁLIDO DO CORITIBA: Mano Menezes reclama de impedimento de Robinho no 1o gol. Não estava. O bandeira no. 2 José Eduardo Calza acertou, pois quando Alex está caminhando com a bola, Robinho está realmente avançado. Mas exatamente no momento do passe (que é onde se avalia o impedimento de quem recebe a bola), o atacante coxa branca dá uma desacelerada e o zagueiro Anderson Martins que corria em velocidade para ajudar a defesa acaba dando condições de jogo ao ficar em mesma linha.

4- FALTA MARCADA E DESMARCADA DE CÁSSIO EM LANCE DE ALEX: lance chato! Alex rouba a bola ainda no meio do campo e atravessa sozinho para a meta do Corinthians. Antes de Alex entrar na área, o goleiro Cássio se joga na bola, impedindo o gol. Jean Pierre entende que a defesa foi feita fora da área com o joelho e manda seguir. O bandeira José Javel entende que foi com as mãos e marca falta. O árbitro (que havia interpretado como lance legal) paralisa o jogo e atende o seu assistente, confirmando a infração. Se foi a defesa com a mão fora da grande área, deveria expulsar o goleiro. Mas vendo e revendo a defesa para mim foi com o joelho, e naquelas lentes de aproximação lateral, dá-se a ilusão de que foi com a mão. Difícil demais para o bandeira. Depois de muito bate-boca, o árbitro desconsiderou a informação do bandeira e promoveu o reinício com bola ao chão. E fica a mesma consideração feita ao lance do 1o tempo: se o Coritiba discordou da não marcação da falta, por que a devolveu gentilmente e não tentou o gol nesse reinício?

Resumindo: o árbitro acertou ao não marcar falta e nem expulsar o goleiro, errou ao atender o bandeira e antes de consumar o erro crasso, corrigiu tudo na desmarcação da falta. Ainda bem!

5- TERCEIRO GOL DO CORITIBA: após a cobrança de escanteio de Alex, Welinton salta mais alto que Anderson Martins e faz o gol de cabeça, mas o árbitro imediatamente apita a falta, alegando carga. Lance muito parecido (mas não igual) com o do primeiro tempo, do mesmo Welinton com Luciano. Diferente de lá onde houve a infração a favor do Corinthians não marcada, aqui, Welinton pula de maneira legal e Anderson Martins se joga (nem pula para disputá-la) ao perceber um contato. Não houve carga ou ilegalidade alguma. Errou o árbitro.

****************

Enfim: lances difíceis na partida, uma pressão incrível de jogadores e comissões técnicas. Mas de prejuízo efetivo, consumado e real, apenas duas situações: o pênalti não marcado ao Corinthians e o gol anulado do Coritiba.

O grande problema do jogo foram as intervenções de assistentes e bandeiras, fazendo com que o árbitro vacilasse em suas marcações. Uma marca-desmarca incomum no futebol…

E você, o que achou do jogo e da arbitragem? Deixe seu comentário:
bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s