– Dias Vexatórios do Futebol dos Grandes: dos Clubes aos Árbitros!

O que falar sobre a rodada de véspera e feriado?

No Rio de Janeiro, os torcedores sofreram com a goleada imposta pelo Galo Mineiro contra o Flamengo e a derrota vergonhosa do Fogão que apostava suas fichas, acreditem, em Jobson! Sem contar os 4×1 nas costas do Fluminense diante do Chapecoense.

Em São Paulo, os 4 times mais importantes do estado foram testemunhas, partícipes direta ou indiretamente de vexames.

Vamos lá:

  1. Em Medellin, o São Paulo começou bem o jogo, mas parece ter se desestabilizado após o goleiro Armani atingir Alan Kardec e não ter um pênalti claro a seu favor. Pela minha experiência como árbitro, suscitou-me a mesma dúvida que tive quando vi o árbitro Ubaldo Aquino assaltar o Palmeiras eliminando o Verdão da Libertadores ou de Carlos Amarilla – e me desculpe a franqueza – roubando o Corinthians em pleno Pacaembú. O juizão uruguaio Daniel Fedorczuk errou tão escandalosamente que a grande gafe pareceu um erro intencional. Equívoco mesmo ou não deu por que não quis? Sinceramente, fiquei com a pulga atrás da orelha, especialmente quando o lateral que originou o gol do time colombiano, que era do Tricolor, foi invertido…
  2. Em Curitiba, o fraco futebol do Santos ficou em segundo plano. Claudinei Oliveira, atual técnico do Furacão e que era sondado pelo próprio Peixe (pois foi lá que surgiu como treinador), renovou seu contrato com o time paranaense alegando estar feliz e ter melhores condições de trabalho do que pudesse aparecer. Isso foi uma cutucada indireta com mágoa ou foi uma direta mesmo?
  3. No Allianz Parque, o Palmeiras inaugurou com o pé esquerdo seu novo estádio. Perdeu do Sport e o gol que entrou para a história foi de Ananias, ex-palmeirense que em 21 partidas pelo Porco nunca fez gol! Falamos por diversas vezes que o ideal seria inaugurar a Arena em um jogo festivo, sem a obrigação de ganhar e contra um gigante – e ganhando dinheiro ( o texto está em: http://wp.me/p4RTuC-c0M ). Deu no que deu… Agora, voltou à beira da zona do rebaixamento, sendo que jogará contra o ameaçado Coritiba e o Inter, lutando pela Libertadores, ambos fora de casa. Ah, e a súmula eletrônica não conseguiu ser transmitida para os servidores da CBF pois a internet não funcionava no vestiário dos árbitros. Que fase!
  4. E em Belém? Corinthians ganhou, nada a reclamar, jogou para o gasto. Mas o ponto negativo foi o aceite de inversão de mando. Ora, o Goiás jogando no Pará é mandante no Mangueirão? É nada! Dos 25.000 pagantes, qual o percentual de torcedores do time paulista e do time esmeraldino? Aliás: no Serra Dourada o Timão não teria mais dificuldade?

Enfim, estamos chegando à reta final dos Campeonatos de 2014. Felizes, talvez só a torcida mineira.

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s