– Homofobia a Árbitro leva a Punição!

Nigel Owens é árbitro de rúgbi e apitou o amistoso internacional entre Inglaterra 21 X 24 Nova Zelândia, em Londres. Seria mais um jogo normal, se Owens não fosse o 1o árbitro da elite do rúgbi a assumir sua homossexualidade, com duas Copas do Mundo no seu currículo e grandes clássicos mundiais.

Durante o jogo, dois torcedores xingaram o árbitro com expressões pejorativas, fazendo alusão ao fato de ser gay. Um torcedor que estava ao lado se incomodou com os gritos homofóbicos e denunciou à Federação Inglesa, que, dois dias depois, com as câmeras do circuito de filmagem do estádio e a ajuda testemunhal do denunciante, os identificaram e entregou os nomes à Polícia. Os torcedores que xingaram o árbitro terão que se apresentar em uma delegacia por dois anos a cada jogo da Seleção Inglesa e foram multados em US$ 2.000,00.

Ao saber da punição, o árbitro apenas declarou:

Infelizmente, você tem algumas pessoas que vão ao estádio, ficam bêbados e que provavelmente sequer assistiram ao jogo de rúgbi, eles só estão lá para ficarem bêbados e xingarem as pessoas. Mas eles são minoria“.

Ian Ritchie, presidente da Federação Inglesa, festejou a punição dizendo:

A Federação leva os valores de trabalho em equipe, respeito, disciplina e espírito esportivo muito a sério e está determinada a mantê-los no esporte. A punição foi exemplar.

E se fosse no Brasil?

Certamente não aconteceria nada. Ofender quanto a questão racial, sexual ou geográfica tem sido uma constante histórica nas arquibancadas. É cultural!

Quanto ao homossexualismo, já trabalhei com colegas de arbitragem gays. Eles existem no futebol – inclusive nos jogos de alto nível, e ninguém assume.

Impossível não tocar nesse assunto e lembrar sobre as questões que envolvem o assédio sexual, não exclusivamente homo mas sim também heterossexual no futebol. Alguém duvida que, como em diversas atividades profissionais, árbitros ou árbitras teriam ascensão na carreira por superiores após certos convites?

Nenhuma acusação aqui, mas muitas indagações… sendo a principal: punições à discriminação sexual existiriam de fato, seja por pressão de torcedores ou aliciamento de cartolas, caso fossem denunciadas?

Sem querer defender a causa e tampouco fazer apologia, mas fica o lembrete: futebol deve ser resolvido em campo, por competência e não por influência.

E você, o que acha sobre isso? Deixe seu comentário:
bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s