– O que esperar do Paulista FC e o que podemos fazer? Capacitando e conhecendo a Regra do Jogo!

E o início da série A2 se aproxima. Com ele, também a esperança do torcedor jundiaiense em um novo momento a ser construído pelo Paulista Futebol Clube.

Curto e grosso: o que o Galo poderá fazer em 2015?

A resposta é simples: sem dúvida, resgatar o respeito perdido pelas trapalhadas e infortúnio do ano passado. Se alcançar esse objetivo, terá feito o suficiente!

Pelo que se percebe, tudo parece ter começado bem. O grupo de notáveis personalidades da cidade age com transparência e dedicação, doando seu tempo e trabalho em prol do clube. Como são pessoas que não dependem do futebol nem sugam seus recursos (como se vê na maioria dos “beneméritos diretores amadores” dos times brasileiros, onde a exploração de verbas financeiras dos clubes é nítida), as ações são realizadas com o único e maior intuito que o Tricolor da Terra da Uva poderia receber: a ajuda desinteressada de benesses pessoais a troco do re-engrandecimento necessário do Paulista. E o acerto é maior ao basear o projeto no histórico de auto-sustentabilidade comunitária do PSV da Holanda, quando o município de Eindhoven passou a abraçar o time após a saída dos aportes de dinheiro da principal empresa que bancava o clube.

Que o Velho Paulista, de dívidas quase que impagáveis e de triste desempenho em 2014, sucumba e ceda lugar para o Novo Paulista, mantendo do antigo a história mais que centenária, a tradição e a paixão da torcida, mas de maneira economicamente saudável e responsavelmente administrado. Quero crer que o objetivo maior – voltar à série A1 do Paulistão – possa ser alcançado ainda nessa temporada, embora o discurso é outro e sensato: não cair para a A3 e sanear as contas. O desejo declarado é subir em 2016, a fim de não criar uma ilusão ou falsa expectativa.

Penso que neste ano teremos mais torcida; afinal, é típico do torcedor brasileiro (e não será diferente da maioria dos de Jundiaí) que apareça mais gente no estádio na iminência do sucesso de um acesso do que em uma campanha de possível fracasso e rebaixamento. Lutar para subir traz mais gente do que lutar para não cair. E estes torcedores “de momento” se juntarão àqueles que sempre estiveram nos momentos ruins, durante a derrocada tanto no Jayme Cintra como em outras praças. Cativar mais torcedores será fundamental!

É momento de colaborar, de juntar competências como se tem feito. As ações positivas e a mudança de clima já são visíveis, e que cada força viva da cidade possa doar um pouco do seu esforço e talento para ajudar o Galo.

Humildemente, como jundiaiense e entusiasta que sou, venho oferecer uma pequena contribuição; uma idéia antiga a ser pensada: a ajuda às categorias de base com a “Escola de Regras de Futebol”, que seria o ensinamento aos jovens das noções e conhecimentos da Regra de Jogo, a fim de ajudá-los a evitar cartões desnecessários e aproveitar os inúmeros detalhes que existem no futebol para tirar proveito e maior rendimento. Prontifico-me até a criar uma grade e ajudar na orientação, sem interesse em contrapartidas ou qualquer coisa que o valha; gratuita/graciosamente, apenas para ajudar nosso glorioso Paulista com a minha experiência de 16 anos na atividade de árbitro de futebol da FPF. E, ressaltando, saber das Regras do Jogo é muito importante para o aprimoramento também ao elenco do time profissional – condição sine qua non nos dias de hoje.

Recordo-me dos benefícios visíveis de se saber detalhes da regra transformando-os em resultados positivos. Alguns exemplos:

1) Ronaldinho Gaúcho parado na área se fazendo de cansado esperando uma cobrança de lateral, iludindo o SPFC no Morumbi num pseudo-impedimento pela Libertadores;

2) Roberto Carlos cobrando um escanteio que resultou em gol contra a Portuguesa após o gandula estar no bico do tiro de canto com uma bola na mão, pegando a Lusa desapercebida esperando autorização desnecessária do árbitro pelo Paulistão;

3) A União Barbarense de Paulo Comelli surpreendendo o Palmeiras numa cobrança rápida de falta, onde a bola foi tocada sem que os alviverdes percebessem e o chute virou um gol indefensável à meta de Marcos.

Como se vê, nas Comissões Técnicas deveriam existir (na medida do possível) um orientador de arbitragem. O futebol é interessante também por causa disso: o profissional trabalha sem conhecer as 17 regras e seus detalhes; ou seja, desconhece aquilo que normatiza o seu próprio ofício.

Responda rápido, caro leitor: quais são as 17 regras da Lei do Jogo de Futebol?

.

.

.

– E aí? Viu como é difícil? O tempo foi suficiente para se lembrar delas?

Em 2014, pudemos acompanhar o lateral Jeff Silva levando cartão amarelo após cobrar um arremesso lateral totalmente errado, estando fora da posição correta e tentando justificar que “era para trás”; David Macedo sendo expulso por discutir com a arbitragem; Dinelson sendo suspenso por revidar falta não marcada que virou vantagem; e por aí vai.

Enfim: se todos nós pudermos dar uma contribuição ao Paulista dentro das nossas expertises, certamente o Galo fará um bom campeonato.

Independente de como possamos ajudar, fica o convite: acompanhe o Galo no estádio e sintonize o AM 810 da Difusora Jovem Pan Sat, torça na escuta do Time Forte do Esporte, sob o comando de Adilson Freddo e toda a sua equipe. Ainda: leia tudo sobre as análises das arbitragens dos jogos do Tricolor no Bom Dia Jundiaí em nossa coluna virtual e na coluna impressa; e, não se esqueça, visite o “Pergunte o Árbitro” (pergunteaoarbitro.wordpress.com), blog especializado no assunto.

Façamos uma corrente positiva para que o Paulista FC, um dos símbolos mais queridos e representativos de Jundiaí, volte a galgar resultados dignos de sua grandeza e dê alegrias ao torcedor, conquistando as crianças e reconquistando os mais antigos aficcionados!

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s