– Árbitro Brasileiro no Majestoso Internacional é bom?

Ricardo Marques Ribeiro/MG apitará o clássico Corinthians x São Paulo pela 1a rodada da fase de grupos da Libertadores da América (Cleriston Barreto/SE e Guilherme Dias Camilo/MG serão seus bandeiras).

Bom ou ruim?

Ao menos, menor polêmica do que o imbróglio que envolveu a escala de árbitros para Atlético Mineiro x São Paulo em 2013 (Vide em http://is.gd/Jddz0Z a confusão criada por Alexandre Kalil).

A vantagem de um árbitro nacional, para alguns, é de que o juiz já conhece os times; sabe das virtudes e dos defeitos, prevenindo-se de simulações ou lances corriqueiros de punição. Claro, os jogadores também já conhecem o árbitro, e isso seria uma desvantagem, pois se aproveitariam de seus pontos fracos.

Já um árbitro estrangeiro, em tese, seria menos preocupado em “mediar” o jogo: apitaria sem o medo de veto ou de reclamações, pois viria ao país, faria sua arbitragem e iria embora no primeiro vôo. A desvantagem seria não “entender bem” o estilo de jogo das equipes em seu próprio país.

Com a globalização e os interesses políticos, isso mudou bastante: um árbitro argentino conhece a contento as equipes de ponta brasileiras e pode estudar seus vídeos na Internet. Porém, a pressão também aumenta: ou não nos recordamos da atuação de Carlos Amarilla no fatídico Corinthians x Boca? Sobre os lances estranhos e errados daquele jogo que eliminou a equipe brasileira, em: http://is.gd/CLP3he .

Enfim: se Ricardo Marques apita o jogo de ida, a lógica seria que o jogo de volta fosse apitado por Sandro Meira Ricci; afinal, são os dois árbitros brasileiros extra-oficialmente na briga para se tornarem os representantes do Brasil na Copa da Rússia em 2018.

Não acredito que para São Paulo x Corinthians no Morumbi tenhamos arbitragem paulista, já que Raphael Claus e Luiz Flávio de Oliveira debutam na FIFA há pouco tempo.
Sobre a arbitragem, penso que Ricardo Marques apitará “a la brasileira”: segurará o jogo, não se preocupando em deixar a partida correr.

É importante lembrar: Ricardo Marques Ribeiro surgiu sem méritos no quadro da FIFA, com atuações ruins não fazendo jus ao escudo. Aos poucos foi melhorando sua qualidade de arbitragem, mas ainda comete erros infantis. Já Sandro Meira Ricci, na sua melhor fase ainda como árbitro aspirante, não levou o escudo FIFA. Quando conseguiu a honraria, fez atuações medianas, caiu de produção mas foi muito bem no Mundial-14, com ótimas atuações. Pós-Copa, um desastre! O ano de 2015 é para ele recomeçar.

E você, gostou da escala? Deixe seu comentário:
bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s