– O empurrão de Emerson Sheik no árbitro Martinucho deveria passar batido?

E o empurrão de Emerson Sheik no árbitro Luiz Martinucho que estava mal colocado no lance, na partida entre Corinthians 0x0 Red Bull?

Muitos bateram palma para o cumprimento do árbitro ao jogador como pedido de desculpas pelo seu mau posicionamento, simbolizando que estava tudo bem. Mas não é bem assim! Martinucho deve ter ficado sem graça pelo lance e tomou tal iniciativa, mas a regra do jogo diz que ele deve fazer outra coisa.

Diferente de Petros que desvia da rota para socar as costas do árbitro Raphael Claus na Vila Belmiro (e isso é agressão) na partida Santos x Corinthians pelo Brasileirão, ou de Guerrero que vê a bola se aproximar e vai disputá-la mesmo estando em seu caminho o árbitro Leandro Bizzio Marinho (e trombam pura e simplesmente) no jogo Bragantino x Corinthians pela Copa do Brasil, AQUI É OUTRO CASO: Martinucho está próximo demais do lance e atrapalha a jogada. O jogador não tem o direito de empurrá-lo deliberadamente como um objeto qualquer para a posse de bola. Ali, é falta!

Sim, o árbitro deve marcar TIRO LIVRE INDIRETO a favor do Red Bull no local do empurrão e advertir o jogador corinthiano COM CARTÃO AMARELO pelo que se chama no futebol de ATITUDE INCONVENIENTE.

O lance é incomum, mas o procedimento correto não é o árbitro se desculpar do jogador e aceitar passivamente o empurrão, perdendo toda a sua autoridade. Claro que o fez motivado por vergonha.
bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s