– Análise da Arbitragem de Palmeiras 1×0 Santos

Antes da partida, em nossa análise pré-jogo, dissemos que Vinícius Furlan havia feito uma boa temporada, exceto o jogo em que foi muito exigido: Palmeiras x São Paulo na Fase 1 do Paulistão.

Pois bem: hoje, 3 erros de arbitragem em situações difíceis de jogo, que envolveram o árbitro e seus assistentes. Vamos a elas?

1 – GOL DO PALMEIRAS

Cleiton Xavier toca para Robinho, que está em posição de impedimento. A bola realmente estava em sua direção, e quando há a possibilidade iminente de domínio, Robinho abre as pernas para que ela chegue até Lucas, que cruza para Leandro Banana.

Participou ou não da jogada?

Em um primeiro momento, fiquei em dúvida. Revendo, fica claro que Robinho não abre as pernas para manifestar que está em impedimento passivo, mas sim para dar um corta-luz no seu adversário. Portanto, impedimento ativo e o gol ilegal. Mas veja só: um “abrir as pernas” que demonstrasse que desejaria abdicar da jogada deveria ser em lance rápido. Neste caso, havia tempo dele pular de lado, sair da bola ou expressar mais claramente que não quer participar da jogada. Provavelmente ele nem percebeu que estava em impedimento. Foi drible com o corpo, participação efetiva no lance. Errou o bandeira 2 Anderson Coelho na interpretação da jogada.

2- PÊNALTI NÃO MARCADO EM RAFAEL MARQUES

No final do 1o tempo, após uma tabela com Dudu, Rafael Marques recebe a bola dentro da área e Geuvânio o desequilibra levemente. Infração seja leve ou dura, não importa, é pênalti. Possivelmente o equívoco do árbitro seja por culpa da forma como Rafael Marques cai, talvez tentando valorizar a queda. Errou o árbitro Vinícius Furlan.

3- PÊNALTI EM LEANDRO BANANA

Paulo Ricardo corre junto com Leandro Banana, disputando a bola que está no ataque palmeirense. Ambos, no nascedouro da jogada, usam o braço. Próximo da área, o santista mantém o braço a frente e dificulta o avanço do atacante palmeirense. Ao perceber que está dentro da área, cai. O árbitro não marca, quem assinala é o bandeira. Errou o assistente Carlos Nogueira. Tamanha foi a confusão que o árbitro expulsa David Braz e ao perceber o erro o “desexpulsa”.

Em suma: jogo difícil e erros de arbitragem, em uma partida maluca onde os dois treinadores foram expulsos no intervalo e, pasmem, Serginho Chulapa foi o pacificador!

No próximo domingo, Luiz Flávio de Oliveira, provável sorteado (ou depois que aqui escrevemos não será mais?) terá muito trabalho.

EM TEMPO: Osvaldo de Oliveira foi flagrado na arquibancada depois de expulso. Tudo bem. Ali ele pode ficar, desde que não passe instrução ao seu time, seja por voz, por bilhete, por rádio ou de qualquer outra forma. Se ele for suspenso pelo Tribunal, aí não pode ficar nem no estádio, caso seja determinado.

URGENTE: VALDIVIA XINGOU O ÁRBITRO NO VESTIÁRIO E MESMO ESTANDO FORA DO JOGO FOI CITADO NA SÚMULA: http://www.fpf.org.br/sumulas2.php?cat=39&cam=73&jog=157&ano=2015

bomba.jpg

Anúncios

2 comentários sobre “– Análise da Arbitragem de Palmeiras 1×0 Santos

  1. Eu vi o Vinicius Furlan dar um tapa na mão do Robinho na hora do penalty, o Robinho apontou alguma coisa para ele e ele deu um tapa na mão do Robinho. Revejam as cenas nas imagens da Band e fica a pergunta…..”árbitro pode agredir jogador? mesmo que seja um tapa leve na mão?”
    Outra coisa, eu vi a súmula eletrônica do jogo, onde o Vinicius Furlan viu o nome do Valdivia na relação de jogadores do Palmeiras? Não existe nem o número 10 na relação, só Gabriel, o 10 do Santos. Que lista é essa que ele se refere? Eu acho que no campo de jogo ele não poderia fazer nada com um jogador não relacionado para o jogo, ele poderia dar queixa do Valdivia na polícia por calúnia e difamação, mas, cadê a coragem do péssimo árbitro Vinicius Furlan?. Procurando na internet eu vi uma reclamação do jogador Elano do Santos contra o Vinicius Furlan, essa reportagem saiu no uol dia 04 de abril de 2011 e o curioso é que o jogo foi na Vila Belmiro e o Palmeiras venceu o Santos. Segundo a reportagem o Elano reclamou que o Vinicius Furlan ofendeu os jogadores durante o jogo.

    Curtir

  2. Cássio, árbitro não deve relar em jogador e vice-versa. Sobre o Valdivia, não consta na súmula pois ele não participou como titular nem como reserva. Se la estivesse, receberia a Expulsão. Valdivia está na relação de 28 atletas vinculados e inscritos (não é visível neste documento), e como não consta na súmula, é apenas citado.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s