– Avaliando a arbitragem nos jogos dos 5 paulistas do Brasileirão da série A1 nessa 14a Rodada.

Muita coisa a discutir, aprender e refletir sobre arbitragem de futebol na última rodada do Campeonato Brasileiro. Vamos aos 4 jogos que envolveram as 5 equipes paulistas?

1) CORINTHIANS 1X0 ATLÉTICO MINEIRO

Ótima atuação do gaúcho Anderson Daronco, mostrando algumas virtudes como: não vulgarização do cartão amarelo, boa postura dentro de campo e na sinalização, além de saber usar muito bem a advertência verbal, não permitindo reclamações ou tentando se esconder delas. Soube coibir os nervos dos atletas.

2) PALMEIRAS 1X0 SANTOS

O jogo colaborou para o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, que não teve muito trabalho na partida (exceto o imbrólho envolvendo o goleiro Fernando Prass e o atacante Ricardo Oliveira, que passou batido). Sem lances polêmicos, a destacar apenas a não expulsão do lateral Egídio. Tendo já recebido cartão amarelo, cometeu 4 faltas posteriores a ele, sendo que ao menos em uma delas poderia ter recebido o segundo cartão amarelo. Ainda, um detalhe a corrigir: está apitando longe dos lances. Posicionamento ruim ou mau condicionamento físico?

3) JOINVILLE 1X1 PONTE PRETA

Será que o time do Joinville vai ser punido?

O árbitro paulista Raphael Claus paralisou a partida pois foi avisado pelo observador catarinense da CBF Marco Antonio Martins (que curiosamente também é presidente da Associação Nacional dos Árbitros), de que havia uma faixa de protesto contra o presidente da FCF, Delfim Peixoto, que acumula a vice-presidência da CBF. Nela havia os dizeres: “Vergonha FCF/ Fora Delfim FDP”. A faixa foi retirada.

Aliás, Claus foi bem na partida: num tiro livre direto a favor do Joinville, o camisa 10 a cobra, a bola bate na trave e sem resvalar em nenhum outro jogador cai em seus pés novamente. Como a trave é neutra, isso é um bi-toque! Ou seja, deve paralisar o lance e marcar tiro livre indireto a favor da Ponte Preta. Claus não percebeu de imediato e deixou seguir. E não é que a bola quase entra no gol no rebote do mesmo camisa 10? Ainda bem que antes do reinício do jogo o árbitro fez a correção (procedimento correto), marcando o tiro indireto. 

Curiosidade: se fosse gol, a Ponte Preta poderia pedir ERRO DE DIREITO (quando o árbitro permite uma irregularidade do não cumprimento ou desconhecimento da Regra – isso dá anulação de jogo). Não dá para alegar ERRO DE FATO (quando o árbitro interpreta errado uma situação), pois foi nítido que a bola não bate em ninguém.

4) SPORT 2X0 SÃO PAULO

O Ponto negativo foi a arbitragem do goiano e ex-aspirante da FIFA, André Luís Castro, que errou para os dois times! Confundindo autoridade com autoritarismo, ruim tecnicamente e mostrando insegurança nas marcações, foi o exemplo a não ser seguido na rodada.

Vamos lá:

  1. No 1o tempo, aos 37 minutos, Ganso lança a bola que bate na mão de Durval, involuntariamente. O árbitro com correção nada marcou. O detalhe é que foi uma jogada idêntica de São Paulo x Flamengo no Morumbi em 2014, também pelo Brasileirão, onde o mesmo árbitro marcou pênalti (foi fora da área e igualmente involuntário). Pensei que com tal certo, o árbitro mostraria boas qualidades… Ledo engano!
  2. 38m (1o tempo): André domina a bola, tenta girar sobre Hudson, que coloca a mão em seu peito, buscando fazer a falta. O problema é que o são-paulino não chega a fazer a falta, e o atacante pernambucano, ao sentir o contato físico, desaba. Foi simulação e o árbitro entende que foi infração, aponta a marca do pênalti (sim, ele marcou o tiro penal) e se arrepende marcando tiro livre direto fora da área! Lembrei-me do árbitro Felipe Gomes em Santos x Grêmio, que faz um gesto autorizando a entrada do jogador Geuvânio e depois disse que não autorizou. Como explicar essa bipolaridade do apito? Erro duplo!
  3. Aos 31m do 2o tempo, Ganso (que já tinha cartão amarelo), reclama de uma falta marcada a favor do Sport. O árbitro ignora. Quando André Luís Castro se vira para retomar a partida, Ganso diz: “Foi sacanagem o jogo inteiro, você está de brincadeira”. Aí o árbitro resolve dar o Cartão Amarelo (portanto, a 2o advertência e consequentemente o Vermelho). Isso é excesso de autoridade, o árbitro deveria dar a advertência verbal dura, incisiva, e continuar a partida. Entretanto, na súmula, o árbitro alega algo um pouco diferente das imagens: escreveu que já estava decidido a dar o Cartão Amarelo por reclamação acintosa e, entre o tempo da  decisão e aplicação do Cartão, Ganso proferiu a reclamação citada. As imagens não mostram isso, mas sim o árbitro dando as costas e, após o último pronunciamento de Ganso (até pensei que fosse uma ofensa grave) ele se vira e resolve dar o 2o cartão.
  4. Aos 39m do 2o tempo, um acerto da arbitragem: Luís Fabiano (que já tinha Cartão Amarelo por reclamação), comete uma falta típica para Cartão Amarelo, consequentemente recebendo o Vermelho. Nada a contestar (aliás, ficou só 27 minutos em campo e conseguiu levar dois amarelos e um vermelho). Jogadores rodados e de time grande, como Ganso e Luís Fabiano, devem evitar situações que lhe propiciem expulsões, em que pese o excesso de rigor no caso de Ganso.
  5. Aos 42m me chamou a atenção a expulsão do treinador Juan Carlos Osorio. Me pareceu que, ao se virar para o árbitro, o técnico são-paulino o aplaude ironicamente pela expulsões de seus atletas. A manifestação do assistente Milton Cruz é de que os aplausos de Osorio eram pedindo garra à sua equipe. Não colou… Se aplaudiu ironicamente, não há o que reclamar. Entretanto, o árbitro alega que o expulsou (além dos aplausos) por ter sido ofendido pelo treinador pois ele teria lhe mostrado o dedo em riste, segundo a súmula (o popular “Fuck You”). Isso pode ser grave na hora do julgamento. Mas o que me entristeceu foi a postura do quarto árbitro Nielson Dias Nogueira (outro ex-aspirante à FIFA), confundindo sua autoridade com certa arrogância, esquivando-se de qualquer toque ou manifestação de Osorio de maneira tão incisiva, que impressionou-me pela forma como ele conduziu a situação. Não gostei!

Enfim, repito: a arbitragem não vive um bom momento em nosso país.

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s