– Marco Polo e Madre Teresa: os discursos sabatinais de ética!

Há certas coincidências no dia-a-dia que são irônicas. Por exemplo: as minhas duas leituras dessa manhã de sábado!

Hoje, a Igreja Católica celebra a memória da beata Madre Teresa de Calcutá, a pobre freirinha que viveu na miséria, despojando-se de tudo para todos; símbolo da caridade (independente de qual crença seja) e deixou lições de amor, fraternidade, carisma e serviço ao próximo e a Deus. E uma de suas frases de amor: “a trilha mais rápida é o caminho correto“, foi a minha 1a leitura matinal.

Ironicamente, a minha segunda leitura fala também de “caminho”, especificamente do “caminho ético do futebol”, escrita por… Marco Polo Del Nero.

Uau… que diferença de princípios! Mas o texto se referia ao artigo escrito pelo presidente da CBF (ou a mando dele) sobre os rumos da arbitragem e o atual momento.

Escreveu Marco Polo sob o título de “Consciência Coletiva”:

“- (…) O desafio da CBF é de reconhecer os erros e buscar o aperfeiçoamento, tanto por obrigação institucional, como por desejo de triunfo, de acerto, de credibilidade ética e reconhecimento técnico. Assim tem sido em relação à Comissão de Arbitragem, onde verificamos consideráveis avanços (…) Temos feito um trabalho de avaliação contínuo e responsável, amparado na parceria importante da Ouvidoria e da Corregedoria de Arbitragem (…) Erros graves continuarão sendo punidos como tem sido feito. Entendemos que reconhecer o erro e puni-lo seja a melhor forma de instigarmos o conhecimento e desafiarmos os profissionais a se prepararem e serem cada vez melhores, da mesma forma que os clubes afastam seus atletas em busca de uma recuperação técnica.”

Diante dessas palavras demagógicas e que não retratam a realidade, fico pensando: qual a distância de valor e importância de cada um na sociedade? A amplitude do discurso e de ações de ambos assusta. Vide o Dr Marco Polo e sua ética citada, escondido nesse sábado dos americanos do FBI em seu refúgio carioca na Barra da Tijuca, e a humilde Teresa de Calcutá, que falecida há 18 anos está presente neste sábado em memória e princípios por todo o planeta.

Encerro com uma frase de respeito da inspiradora freirinha, quando abordada certa feita em Bombaim, sobre a ajuda aos doentes e dificuldade das tarefas solidárias:

“- O senhor não daria banho a um leproso nem por um milhão de dólares? Eu também não. Só por amor se pode dar banho a um leproso.”

Amar, agir, administrar, fazer qualquer coisa desinteressadamente é um desafio para poucos! Para o bem do futebol e da arbitragem, é necessário que se mude os nomes daqueles que comandam os árbitros do Brasil Na mesma proporção, é necessário que se acabe com as estruturas viciadas e os mandatários de hoje.

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s