– O Corinthians está sendo beneficiado pela Arbitragem?

Indiretamente sim. Propositalmente não. Vamos discutir?

Não acredite que existe esquema orquestrado pró-Corinthians, especialmente porque Andrés Sanches, o homem forte do Timão, é reconhecidamente inimigo número 1 da CBF. Esqueça teorias conspiratórias, pois elas surgem muitas vezes das paixões clubísticas adversárias.

A verdade é que todos os clubes têm erros em seus jogos. Antes, eu até aceitava que os erros se diluíam ao longo do Campeonato Brasileiro de Pontos Corridos, mas hoje penso um pouco diferente: os erros se minimizam ao longo das rodadas, mas nem sempre se compensam proporcionalmente! E por vários fatores:

1- Pressão dos Estádios: apitar na Vila Belmiro e no Itaquerão é muito difícil. Pode ocorrer do árbitro não estar preparado suficientemente para suportá-la. No Morumbi ou no Maracanã é muito mais tranquilo apitar.

2- A experiência do elenco de atletas: Sheik, por exemplo, sabe capitalizar com erros de arbitragem. Um time mais jovem, não.

3- O medo dos Cartolas: times supostamente mais influentes politicamente tendem a assustar a arbitragem.

4- A rodagem dos árbitros: um juiz ou bandeira novato pode fazer trapalhadas pelo pouco tempo de atuação.

No Brasileirão 2015, com as péssimas orientações da Comissão de Arbitragem da CBF (vide os casos de mão na bola e bola na mão), os erros se multiplicaram! Somando-se aos fatores acima, eles se destacam mais.

Clubes de maior visibilidade chamarão a atenção mesmo. Um erro a favor do Corinthians ou do Flamengo repercute mais do que contra o Avaí ou a Ponte Preta, o que é lógico e esperado. Mas “errinho ou errão”, time grande ou pequeno, é erro da mesma forma. Sem contar, evidentemente, o peso das camisas.

Sendo assim, involuntariamente os árbitros estão errando mais para o Corinthians mesmo, pelos motivos acima: o juiz sente a força da torcida; há um treinador experiente (e competente); o time é de massa e popular. Mas que esses fatores são determinantes para a liderança, aí não! O trabalhado do técnico Tite é louvável e não pode ser desprezado ou minimizado.

Portanto, é justo afirmar: todos os clubes do Brasileirão sofrem erros a favor e contra, mas devido a debilidade da arbitragem (por culpa da má preparação da CBF), os de “maior peso da camisa” se destacarão como supostos beneficiados.

E sabe qual o grande problema? Se cair Sérgio Correa da Silva, o chefe dos juízes da CBF, os 10 FIFAS e os Aspirantes da FIFA serão os mesmos! Desestruturados por má orientação, a Comissão terá que ter um Choque de Gestão para recuperar suas virtudes perdidas por incompetência da atual administração.

Que venha logo 2016 para o mundo do apito – mas com novos nomes!

Agora, cá entre nós: como os árbitros estão sem representatividade suficiente e desamparados! Já pensaram que os juízes precisam urgentemente de CAPACITAÇÃO PSICOLÓGICA (além de preparação e orientação adequada) para darem a volta por cima?

Vale refletir…

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s