– Nova Comissão de Árbitros e Velhas Lambanças no Domingo

Já era previsto: Marco Polo Del Nero faz o que melhor sabe fazer com a arbitragem nacional reconstruí-la com pilares frágeis.

Em São Paulo, quando presidente da FPF, “inventou” o Cel Marinho, que cuidava das brigas de torcidas organizadas, como chefe dos árbitros (para dizer que não existia desonestidade dos juízes de futebol). Sem conhecer as 17 regras do jogo, Marcos Marinho se apoiou em algumas pessoas, como o seu braço direito Arthur Alves Jr (o “Arthurzinho”, presidente do Sindicato dos Árbitros e ex-tesoureiro da Cooperativa), nomeando-o membro da CEAF. Marinho ganhou força dentro da FPF e outros cargos de confiança de Del Nero. Claro, ter militares ao seu lado quando lhe é imputada culpa é um bom respaldo.

Na CBF, após anos no poder, Sérgio Correa da Silva, outro cartola do apito amado por Marco Polo, foi remanejado para mais uma diretoria: a da “Criação do Árbitro de Vídeo”. Cel Marinho assumiu, dessa forma, a chefia dos árbitros brasileiros (mesmo sem ter tido mérito em SP).

Um adentro: o Árbitro de Vídeo foi prometido para Maio de 2016 e cobrado aqui nesse espaço. Adiado para Agosto, passou para “em OFF” em Setembro, virou projeto para a série B em 2017 e agora previsto para Outubro do Ano que Vem! Você acredita na promessa desses dirigentes?

No domingo, vimos o que fez Francisco Carlos do Nascimento (o Chicão de Alagoas), que foi “ressuscitado” para o Brasileirão pelo Cel Marinho justo num GreNal! “Cantamos a bola que “ía dar circo”, e deu… Rodrigo Dourado apanhou, levou soco e… Cartão Vermelho! Pode?

No Allianz Arena, o Palmeiras venceu o Sport mas o time pernambucano não se conforma com o pênalti cometido por Mina, onde há a clara intenção de bloquear a bola erguendo o braço em direção a ela (isso sim é movimento antinatural). Com tantos pênaltis de queimada sendo marcados, Ricardo Marques Ribeiro não deu justo esse que foi, errando novamente a favor de um time grande frente a um time pequeno. Despreparo técnico e pressão aceita, não dolo proposital, entendo eu (ruindade, se preferir).

No Maracanã, o bandeira Aspirante à FIFA Rafael da Silva Alves deu uma incrível bobeada e não marcou o claríssimo impedimento do ataque do Flamengo validando o gol irregular contra o Corinthians. O juiz Anderson Daronco poderia chamar a responsabilidade para sim? Talvez, mas eu penso que não, pois o lance é prioritário ao bandeira.

No Couto Pereira, o Coritiba reclama da expulsão de Kleber Gladiador contra o Fluminense e da atuação de Raphael Claus. Como não assisti, não posso comentar.

OUTRAS OBSERVAÇÕES:

  • Disse em minha participação no Futebol Esporte Show do SBT (VTV e TV Sorocaba) que a torcida do Guarani deveria ir ao Brinco de Ouro aplaudir o time pelo acesso à série B, mas que depois da derrota por 4×0 contra o ABC de Natal, não se entristecesse por não fazer a final da Terceirona. ERREI redondamente. Pouco mais de 3000 pessoas viram a mais incrível virada dos últimos tempos num jogo de volta: Guarani do surpreendente técinco Marcelo Chamusca (não é o Péricles) e do interminável Fumagalli fez 6×0 no ABC de Geninho e do “não tão menos” interminável Lúcio Flávio.
  • Perguntar não ofende: a crise é tão grande assim que a edição do Lance que circula aqui em Jundiaí não traz mais os jogos iniciados depois das 18H?
  • E o Mourinho, hein? Quatro gols e justificou que a equipe teve erros individuais? Ô professor...

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s