– Análise do lance polêmico da arbitragem em Red Bull 2×3 Santos

Rafael Gomes Felix da Silva, árbitro da final da penúltima Copa SP de Futebol Jr, de boas atuações na série A1 de 2016 em jogos de média dificuldade, e de ótima arbitragem na quarta-de-final da Copinha neste ano (Paulista 2×1 São Carlos), foi extremamente criticado (com certa razão) pelos atletas do Red Bull Brasil no Pacaembú, neste domingo.

Antes de falarmos do gol que determinou a vitória do Peixe sobre o Toro Loko, lembremo-nos: o gol de empate do Red Bull, marcado por Nixon, estava em condição de impedimento (embora tenha sido um lance rápido e difícil), mas foi confirmado pelo bom bandeira Danilo Ricardo Simon que se equivocou e não marcou a posição irregular. Aqui, isenção total da participação do árbitro.

Sobre o gol da vitória do Santos nos acréscimos: ocorreram 3 erros da arbitragem, de diversos graus: 1 fácil, 1 médio e 1 difícil.

1) A origem da jogada surgiu de uma simulação de Lucas Lima. O atleta percebe a tentativa do adversário interceptar a bola e se joga. Simulação clara, errou o árbitro ao marcar falta para o Santos, pois era tiro livre indireto ao Red Bull pela tentativa de ludibriar a arbitragem por parte do meia santista, resultando em cartão amarelo. Erro em lance fácil.

2) Quando a bola chega a Kayke, ele busca o domínio da mesma. Se o fez com o ombro, é lance legal; se o fez com o braço, é falta de ataque e tiro livre direto ao Red Bull. Na hora, sem replay, achei que foi com o ombro. Ao assistir mais tarde em uma imagem da Sportv, percebo que foi domínio deliberado com o braço. Portanto, errou o árbitro, em um lance de média dificuldade (e aqui não há justificativa que bateu sem querer ou outra cosia qualquer, foi braço intencional mesmo).

3) O lance do gol confirmado: aqui, a situação é muito difícil. Não vale dizer que o goleiro estava no chão com a bola sobre a risca da área de meta ou usar o argumento de que “a sombra da trave revelou” (como muitos utilizaram após uma foto da sombra do travessão e da bola). O que importa é: quando a bola está indo ao gol, ela passa totalmente sobre a meta pelo ar? No instante em que o goleiro Saulo inicia a defesa, ele a tira de dentro do gol ou ainda estava passando a risca? Lembre-se: o gol deve ser validado somente se a bola passa a meta completamente, por terra ou pelo ar. O travessão e a risca do chão são referenciais, e se ela está no alto, o lance é totalmente para decisão do bandeira, que deve estar na linha do penúltimo homem da defesa ou na da bola, se ela estiver à frente. Repare que o árbitro Rafael Gomes, no momento que Saulo defende e se pede gol, sinaliza com o dedo que não foi. Só que o bandeira Fabrício Porfírio de Moura corre para o meio de campo, sinalizando que entrou por completo.

É importante salientar: o árbitro não estava em uma posição privilegiada para chamar a responsabilidade do lance à ele. Quando o faz, pode cometer um erro (embora tenha acertado preliminarmente ao sinalizar que não entrou). Só que como o assistente 2 (que tem uma posição muito melhor que a dele) não vacilou e confirmou o lance, ambos erraram juntos.

E qual seria a solução para tal lance de difícil decisão?

  1. A) Poderia-se utilizar o VAR (o árbitro de vídeo da FIFA), mas cá entre nós, as próprias imagens da TV não são tão claras para se decidir tão rapidamente.
  2. B) Utilizar-se do AAA (o árbitro assistente adicional), que estando na linha de fundo, talvez ajudasse melhor (lembrando que no RJ erros de AAA estão sendo frequentes).
  3. C) Implantar-se a tecnologia da linha do gol, como realizado na Copa do Mundo de 2014, onde foi bem usada e confirmou um gol dúbio no jogo da França, em Porto Alegre, estreando o sistema com o brasileiro Sandro Meira Ricci. A meu ver, a melhor solução tecnológica.

Enfim, três erros num único lance. Coisas do futebol.

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s