– Palmeiras 4×1 Ferroviária: Que sorte deu o juizão… Aliás: Fora Leão ou Fica Leão?

Ouvindo as críticas feitas a Eduardo Baptista por parte da torcida palmeirense, não há como eu não recordar: em 2006 (salvo engano), fui quarto árbitro de Portuguesa 1×1 Palmeiras, apitado por Paulo César de Oliveira, no Canindé.

Naquela partida, assim como parte da torcida organizada protesta hoje contra Baptista e outra parte vaia o protesto, Emerson Leão, o treinador da época, estava igualmente sendo contestado.

O detalhe deste jogo foi: Johnson, angolano do time luso, fez 1×0. O treinador da Portuguesa era o falecido Mário Sérgio, que fechou o time e o Verdão não conseguia vencer a defesa. Uma das torcidas organizadas gritou “Fora Leão, Fora Leão”. Na sequência, Edmundo saiu em disparada e empatou para o time alviverde. Da comemoração vieram os gritos do outro lado da arquibancada: Fica Leão, Fica Leão”.

Neste sábado, Eduardo Baptista, quando o time jogava feio e estava 1×0, também era criticado. Aí veio o fator “Bizzio”, que “errando teve sorte” e mudou o direcionamento dos xingamentos, que do treinador foram ao árbitro: Dudu sofreu o empurrão do zagueiro araraquarense dentro da área e caiu fora dela. Leandro Bizzio Marinho, o juiz da partida, deu falta, entendendo ter sido fora da área. Errou. E não é que na ótima cobrança de falta sai o gol (e que belo chute) de Michel Bastos?

Sobre o pênalti cometido por Michel Bastos: correto, ele voou com os braços abertos soltos e desengonçados, é nítido que quis tirar vantagem pelo movimento. Porém, o detalhe foi a cobrança do tiro penal. É claro que Fernando Prass dá uma leve adiantada pela paradinha (legal, daquele jeito pode) do batedor Allan Mineiro. Tal situação é inevitável e tolerável (o famoso “passito”, como se diz na linguagem da arbitragem), já que o goleiro não tem como evitar o reflexo imaginando que a bola será chutada. Mas Fábio Basteiro, o bandeira 2, não voltou o lance pelo goleiro ter adiantado, e sim pelos ZAGUEIROS terem invadido (e muito) a área, conforme manda a regra. Parabéns ao Baesteiro. Entretanto, o amarelado foi o Prass… será que o árbitro entendeu isso, já que quem adiantou estava às suas costas? Se melhor posicionado na hora do pênalti, ou seja, não fazer das suas costas um ponto cego, ficando com a visão completa de quem está fora da grande área, teria visto isso.

Assim como na quarta-feira Thiago Duarte Peixoto errou e teve sorte do prejudicado ganhar, com menor importância aconteceu o mesmo com Bizzio. Já pensaram se o Palmeiras não vence? Com o pênalti pró não marcado e o contra chutado duas vezes…. estaria ainda no vestiário.

Os lances podem ser acessados no GloboEsporte, em: http://globoesporte.globo.com/sp/futebol/campeonato-paulista/jogo/25-02-2017/palmeiras-ferroviaria/#video-id=5683229

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s