– O Fair Play Japonês valeu a pena!

Quer dizer que o “jogo limpo”, menos faltoso e mais respeitoso do Japão fez com que, por ter menor número de cartões, avançasse às oitavas de Final da Copa do Mundo da Rússia?

Viva o futebol! Gosto demais desse critério de desempate, pois, afinal, o esporte é disciplina, ludismo, diversão e não guerra!

Resultado de imagem para Seleção Japonesa 2018

– A ótima colaboração de Neymar com a arbitragem. Pois evoluir (meio que na marra) é preciso…

Neymar enfim amadureceu: não encheu o saco da arbitragem no jogo contra a Sérvia, não caiu / simulou e soube sair das confusões. Já tinha melhorado contra a Costa Rica (onde ele apanhou demais, tanto quanto no jogo contra a Suíça).

Que continue assim, sem dar trabalho aos árbitros, focado no que sabe fazer bem: jogar bola! Afinal, evoluir é necessário!

Aliás, justiça seja feita neste jogo: que grande arbitragem tivemos do iraniano Alireza Faghani (ao contrário do já citado aqui Enrique Cáceres, que tem muito mais nome e fez lambança com o árbitro de vídeo. Vide postagem anterior).

bomba.jpg