– Para onde foi o dinheiro recolhido do imposto dos árbitros?

Quer dizer que o Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de SP, que recebe as taxas das partidas que os juízes e bandeiras trabalham pela Federação Paulista de Futebol e a eles repassam, descontou o ISS mas não recolheu?

São R$ 336.000,00 que a Prefeitura Municipal de São Paulo está cobrando por valores não pagos do Imposto, segundo o processo que está na Justiça.

O presidente do SAFESP, Arthur Alves Jr, que é candidato à Re-re-eleição (e concomitantemente trabalha como Secretário da ANAF e presidente da Comissão de Árbitros da Federação da Paraíba) precisa explicar isso. Aliás, o espaço democrático desse blog publicará a explicação, caso exista.

A propósito, as Eleições do Safesp, que ocorreriam em Março, foram suspensas pela Justiça, após a chapa da oposição de Aurélio Sant’Anna Martins ser impugnada pela Comissão Eleitoral do próprio Sindicato.