– Análise da Arbitragem para Paulista 2×0 União Suzano

Um jogo muito estranho, de imensa superioridade do Paulista em domínio territorial (não resultante em tantos gols como se esperava), e que inicialmente parecia desinteressante por algumas situações de ansiedade.

Explico: com 20 minutos de jogo, tínhamos 12 faltas: 2 do União Suzano e 10 do Paulista (praticamente todas de ataque, com empurrões em zagueiro ou situações de excesso de vontade). Até que saiu um Cartão Amarelo corretamente a Gabriel Terra (PFC) aos 22m, quando o jogo passou a ser levado mais atentamente. Após esse lance, os jogadores colocaram a bola no chão e o gol do Paulista saiu com naturalidade. Depois disso, as faltas cessaram e o jogo fluiu (nos demais 23m + 3m de acréscimo, só ocorreram outras duas infrações cometidas pelo Galo).

Não tivemos exigência alguma para o árbitro Jefferson Dutra Giroto (uma ou outra falta não marcada, em especial no seu xará Jeferson, atacante do Paulista), pois a partida, como falamos, foi extremamente atípica (lembrando que no jogo passado, USAC perdeu de 8×0 do PFC e se falava de um possível WO em Jundiaí). Tanto o Árbitro Assistente 1 Vladimir Nunes da Silva quanto o Árbitro Assistente 2 Felipe Camargo Moraes fizeram seu dever corretamente, em especial com os impedimentos.

Vale lembrar: o União Suzano subiu ao campo 5 minutos atrasado para o início de jogo e outros 5 minutos no reinício.

Faltas: PFC 18 x 7 USAC (no 1o tempo, 12 x 2).

Cartões Amarelos: PFC 1 x 0 USAC

Cartões Vermelhos: PFC 0 x 0 USAC

Renda: R$ 11.900,00.

Público: 903 pagantes.

IMG_8740

(Como na foto, com frequência vimos essa imagem: 21 atletas no campo de ataque do Paulista – só o goleiro do Galo no seu lado).