Os dois erros de arbitragem nos jogos do Palmeiras e do Flamengo na Libertadores. E se tivéssemos VAR?

Dois lances bem polêmicos e que o VAR fez muita falta na Copa Libertadores da América. Vamos a eles:

Em Tigre x Palmeiras, no final da partida, o atacante Willian invade a área e o goleiro Marinelli o desequilibra, evitando um gol claro. Na regra antiga, é pênalti e Cartão Vermelho. Na regra nova, é pênalti e Cartão Amarelo pois a infração foi disputando a bola. Errou o colombiano Wilmar Roldán (que nunca “consegue errar” a favor de times brasileiros, sempre contra).

Em Jr Barranquilla x Flamengo, Teo Gutierrez deu uma cotovelada em Felipe Luiz e nem recebeu Cartão Vermelho. Simplesmente a agressão foi ignorada pelo árbitro venezuelano Alexis Herrera (o mesmo que também errou no jogo entre Guaraní x Corinthians, na polêmica da falta não marcada em Boselli).

Com tanto dinheiro e inúmeros patrocinadores, neste momento em que o custo do VAR não é exorbitante pelo tamanho da competição, por quê usar o árbitro de vídeo só nas fases finais? É a chamada “economia burra” ou a falta de mão de obra para ser escalada nos jogos?

Sorte dos clubes que o resultado final não foi alterado (vitória de ambos), mas em questão de saldo de gols, pode-se discutir.

Resultado de imagem para VAR Conmebol

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s