– O acréscimo da discórdia em São Paulo 0x0 Grêmio pela Copa do Brasil: como funciona a recuperação de tempo perdido?

Caramba, o árbitro Bruno Arleu permaneceu no quadro internacional da FIFA para 2021. Como pode?

Não pela falta de autoridade demonstrada em São Paulo 0x0 Grêmio (não teve interferência total no resultado final), mas nos diversos erros que mostrou ao longo do ano – e na partida citada, em menor escala. Se estivéssemos na década de 90, inimaginável ele estar na Série A do Brasileirão (vide a qualidade dos nomes daquele período).

Entenda: quando alguém faz cera, o “retardamento do jogo” deve ser punido com cartão amarelo e o juiz tem que agilizar o recomeço. Não se deve dar acréscimo de tempo quando se pune com o cartão, pois esta já é a punição. Diferentemente, óbvio, da recuperação dos minutos perdidos com atendimento de atletas lesionados, discussões que fazem o jogo ficar parado, confusões e outras perdas de tempo diversas.

Ao dar 7′ de acréscimo no segundo tempo, mostrou falta de coragem, após esse tempo, em não acrescentar mais 2 minutos perdidos (que foi o tempo parado dentro dos 7 para socorro de lesões).

Lógico, não foi isso que decidiu o jogo, mas mostra a fragilidade total do juiz.

São Paulo x Grêmio: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem  | copa do brasil | ge