– Como explicar a ausência dos ponteiros do Brasileirão na TV?

Coisas que não são tão lógicas: Athlético Paranaense x Red Bull Bragantino, dois times muito organizados dentro e fora de campo, são respectivamente vice-líder e líder do Brasileirão 2021. Estão “jogando muita bola” e nesse duelo da ponta de cima da tabela, o interesse em assistir o confronto é grande.

No site da CBF não há previsão de transmissão nem pela TV aberta, tampouco pela TV por assinatura. Como assistir?

Seria uma estratégia do mandante, o Athlético, em privilegiar suas transmissões pela Internet em seu canal no YouTube?

Confesso dar uma fuçada e não ver esse jogo na grade da Sportv, Premiere ou TNT. E se confirmando, novamente, ficarão os aplausos para o pessoal de RÁDIO (seja de Curitiba ou de Bragança Paulista), sempre onipresente nos jogos de suas equipes, levando “as imagens à imaginação do torcedor”.

Importante: para se ter ideia da importância do jogo, a CBF escalou Leandro Pedro Vuaden, que na Categoria Master está em melhor fase e performance que boa parte dos árbitros do quadro FIFA. Aliás, das escalas da Rodada 11, o juizão gaúcho é o “mais cascudo” e experiente dos escolhidos.

Athletico-PR x RB Bragantino: transmissão, escalação e classificação

– Parabéns, bandeirinhas europeus!

O que se tem visto na Eurocopa é o exemplo de prática correta das orientações aos árbitros assistentes quanto ao “deixar seguir” ou “parar as jogadas” em ataque.

Assisti a um “pedaço do jogo” Itália x Espanha, e vi o bandeira nº 2 corretamente assinalar os impedimentos do ataque da Azurra sem jogar sua responsabilidade para o VAR. Em lances duvidosos, deixou seguir e consultou o árbitro de vídeo excepcionalmente quando necessário, sem vulgarizar. Na certeza, paralisou as jogadas e fez as corretas marcações.

Aqui no Brasil (diferente do restante da América do Sul), temos parado o jogo a toda hora! O atacante está claramente em posição de impedido, vai se tornar em impedimento ativo notoriamente, e os árbitros assistentes (exceto os FIFAs e alguns “poucos outros” do quadro nacional) deixam seguir à espera que o árbitro de vídeo faça a verificação. Tá tudo errado (ou melhor: estão equivocados no comportamento omisso, pois todo lance “virou duvidoso”).

  • Trocando em miúdos: com a tecnologia, o comportamento dos brasileiros faz com que o jogo fique mais paralisado, modorrento e o VAR apareça a todo instante. A função do árbitro assistente se resumirá a marcar arremessos laterais tiros de meta e escanteios. Na Europa (e nas competições mais nobres da Conmebol) o árbitro assistente continua com sua importância e permanece ajudando o árbitro central, fazendo-se valer do equipamento tecnológico nos momentos relevantes, permitindo a dinâmica do jogo e a correção oportuna das marcações.

Loja Virtual Physicus - Bandeirinhas Eletrônicas para Futebol de Campo