– O bandeira comemorou o gol anulado do Atlético? Não divulgue fake news… E se o árbitro fizer um adendo?

O árbitro assistente 1 Rodrigo Figueiredo Henrique Correa – FIFA/RJ (que errou no jogo Atlético Mineiro 2×0 Palmeiras) está sendo vítima de Fake News. Explico:

No ano passado, num jogo entre Santos x Atlético Mineiro, ele acertou num dificílimo lance ao marcar impedimento do ataque santista e anular o gol do Peixe contra o Galo. Porém, como o VAR tem que dar aval de que o lance estava irregular, e houve muita demora e expectativa da confirmação ou não, quando o vídeo mostrou que Rodrigo tinha acertado… ele discretamente vibrou com seu acerto! Não foi comemoração pelo gol anulado favorecendo o Atlético Mineiro, mas contentamento da sua competência.

Entretanto, irritados com o erro do bandeira na noite de sábado (ele ajudou o árbitro Bruno Arleu a expulsar pelo segundo cartão amarelo o atleta Patrick de Paula em Atlético Mineiro 2×0 Palmeiras), alguém associou uma manchete (vide abaixo ela) com a história de que ele era “atleticano”, dando a entender que favoreceu o Atlético por simpatia ao time mineiro.

Repito: errou o bandeira ao orientar equivocadamente o árbitro, entendendo ser jogada temerária (que mereceria cartão amarelo) e não lance imprudente (que dispensaria advertência). Mas isso não pode ser motivo para criarem tal narrativa falsa.

Importante: o VAR não pode revisar cartões amarelos, mas o bandeira tem o DEVER de ajudar o árbitro em lances que ele supostamente não tenha visto.

Falamos aqui deste lance (que realmente levou o Palmeiras ao prejuízo), em: https://professorrafaelporcari.com/2021/08/15/a-expulsao-de-patrick-de-paula-em-atletico-mineiro-2×0-palmeiras-erro-ou-acerto/

Em tempo: Abel Ferreira disse que o árbitro pediu desculpas aos jogadores. Respeitosamente, não creio que o fez, pois seria punido se o fizesse. Aliás, seria muita ingenuidade do árbitro… Parece mais discurso “para aliviar pena no julgamento” (a não ser que o árbitro confirme tudo isso em público).

Se o árbitro reconhecesse o erro (não necessariamente o de ontem, mas o de “não dar um cartão ou dar equivocadamente um cartão”), deveria ter a coragem de fazer um adendo a súmula, como fez certa vez Raphael Claus com Petros. Lembram-se disso?

Refrescando a memória, em: https://professorrafaelporcari.com/2014/08/12/adendos-a-sumulas-de-futebol-sobre-raphael-claus-e-o-corinthiano-petros-os-tipos-de-anotacoes-e-correcoes-2/

Se Bruno Arleu fizer um adendo, o cartão de Patrick de Paula pode ser anulado.

Uma coisa que me perturba: quando o erro é contra um time, treinador reclama e diretoria vai à Comissão de Árbitros reclamar. Quando é a favor, se fazem de mudos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s