– Os lances reclamados em Atlético Mineiro 3×1 Santos.

Muita reclamação contra o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior e o VAR Adriano Milczvski (nos pênaltis em noutros diversos lances) no Mineirão. Como não assisti ao jogo para saber se realmente houve “inversões de faltas diversas” (uma das queixas), me atentarei aos pênaltis reclamados (que vi há pouco):

1- 11m/1o tempoO puxão na camisa do argentino Zaracho: o árbitro chamou a responsabilidade para si, não atendendo ao VAR. Acertou e mostrou personalidade ao não marcar infração. Repare que o “segurar a camisa” mudou desde 2019: a Regra fala em “puxão ou agarrão” que impeça o adversário de jogar ou o desequilibre. Portanto, segurar a camisa por si só não é mais infração. A impressão que eu tive é: ao sentir o agarrão, o atleticano desaba (e isso está acontecendo com frequência nos jogos). Acertou o árbitro.

2- 38m/ 1o tempoDylan Borrero agarrado por Wagner Leonardo? Nada disso, jogada normal. Talvez a reação do treinador Cuca, “surtando à beira do gramado” nesse lance, tenha levado às pessoas a entenderem como erro. Repare como o treinador se exalta, foi uma pressão absurda. Acertou o árbitro.

Enquanto isso, na sala do VAR… Rodrigo Caetano, diretor do Atlético Mineiro, chutava as portas do local. Na súmula, consta que aos 41 minutos do 1o tempo: “foram desferidos chutes e socos na porta da sala VOR [sigla em inglês para o local em que o VAR fica] usando as seguintes palavras: ‘Seus ladrões, parem de roubar, nós não vamos aceitar isto’.”

3 – 20m/2o tempo: Lucas Braga cometeu pênalti em Calebe? Sim, um lance infantil demais! O atleticano vai buscar a bola com o peito e o santista, desnecessariamente, o empurra com a mãe esquerda o desequilibrando. Errou o árbitro ao não marcar e acertou o VAR na correção.

4- 35m/2o tempo: Velazques tocando em Calebe: não há muito o que discutir, o defensor tocou na perna do atacante, que tinha a posse de bola. Pênalti fácil para se marcar (aqui, nem precisa de VAR). Acertou a arbitragem.

Portanto, as queixas se devem mais pela pressão do que pelos lances marcados ou não (que foram corretos). Aliás, o futebol está “pilhado” demais, não?

Atlético-MG x Santos: veja onde assistir, escalações, desfalques e  arbitragem | brasileirão série a | ge

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s