– Arbitragem para a Copa do Brasil.

Ramon Abatti Abel, que tem se destacado no Brasileirão, apitará Corinthians x Fluminense. Anderson Daronco, pela enésima vez, apitará uma confronto envolvendo São Paulo x Flamengo. Ambos ficaram concentrados desde 2ª feira no RJ.

Ramon tem uma trajetória idêntica a de Sandro Meira Ricci no começo de carreira. Na época, o chefe dos árbitros da CBF, Sérgio Corrêa da Silva, estava com problemas de desempenho dos seus FIFAs. Então, para os jogos mais difíceis, escalava o aspirante Ricci (que estava na melhor fase da sua carreira e realmente estava apitando muito bem). No ano seguinte, Ricci entrou para a FIFA e caiu na mesmice. Tomara que Ramon mantenha seu ritmo atual e evolua.

Daronco, depois da confusão com o Palmeiras no Ceará, foi poupado dos holofotes para ser aproveitado nessa fase. É nítido que fez um trabalho de recuperação física e descansou a imagem (assim como um artista de novela sai de cena para evitar desgastes). A única coisa é: quantos jogos entre Fla x SPFC ele já trabalhou nos últimos anos?

Pela “lógica das escalas”: Jean Pierre “Vin Diesel” no Maracanã para Corinthians x Fluminense e Wilton Sampaio no Flamengo x São Paulo? Talvez. Assim, se Abatti for bem, se garante no primeiro jogo da final e, se tivermos confrontos entre paulistas ou entre cariocas, Claus na finalíssima (só não vai se a final for um RJ-SP).

Desejo uma ótima arbitragem para a noite. Pena que os dois jogos sejam no mesmo dia, poderia uma das partidas ter sido marcada para a 5ª feira.

Imagem: print de tela do Google.